Equipamentos Elétricos “GRITAM” por atenção – Ultrassom

Equipamentos Elétricos “GRITAM” por atenção – Ultrassom

 Ultra-som 

Os benefícios do Ultrassom aplicados à área elétrica.

Atualmente, a grande preocupação das áreas de manutenção das empresas é manter o fornecimento de energia elétrica de maneira estável e sem interrupções.

Uma falha elétrica no sistema de potência pode ser devastador financeiramente para uma empresa.
Em nossa atual situação econômica, torna-se imperativo reduzir ao máximo os prejuízos decorrentes de falhas elétricas. Este conjunto de artigos irá mostrar como o ultrassom pode ser uma ferramenta capaz de revelar falhas ocultas em equipamentos, prevenindo as falhas e reduzindo as interrupções e paradas programadas para manutenção.

 O tamanho dos equipamentos elétricos foram reduzidos ao logo dos anos. Subestações que exigiam muito metros quadros de área construída foram substituídos por modernos cubículos, com isolação a gás SF6 ou vácuo, tornando a metodologia de manutenção tradicional obsoleta.
Como resultado, são necessárias novas técnicas e procedimentos.
Com o advento de dispositivos acústicos, tais como como o Ultrassom e termografia, aumentam a confiabilidade e segurança das instalações, além de  reduzir o risco que os trabalhadores enfrentam durante manobras e intervenções no sistema elétrico.

www.awstrom.com.br

O grande benefício para o sistema  é a identificação de falhas e defeitos potenciais dentro dos componentes elétricos. Cada vez mais está sendo possível uma detecção precoce das falhas, reduzindo os tempos de manutenções corretivas nos sistemas.

O teste de ultrassom em equipamentos elétricos já amadureceu no mercado como uma ferramenta fantástica  para diagnósticos precoces.

Apesar de ainda existir alguma resistência ao uso da técnica, cada vez mais os setores de manutenção estão se valendo desta tecnologia para aumentar a confiabilidade de seus sistemas.  Como sabemos, este instrumento é particularmente útil para a detecção de problemas envolvendo alta tensão, mas frequentemente estamos identificando problemas na baixa tensão também. Isto é interessante, porque não há muito tempo, o consenso entre os profissionais da indústria era que anomalias envolvendo ultrassom não poderiam ocorrer na baixa tensão. No entanto, há uma opinião diferente hoje resultante dos muitos exemplos onde arco, trilhamento, vibração, ou folga mecânica foram encontrados nestes equipamentos.
Inspeções de ultra-som podem ser realizadas em equipamentos elétricos abertos ou enclausurados (baixa, média e alta tensão).

Descargas elétricas, tais como formação de arco, trilhamento ou, em tensões mais altas, o corona, têm o potencial de criar falhas levando o sistema a uma interrupção. Além disso, os problemas de compatibilidade eletromagnética geram impacto em nossas redes de comunicação. Em equipamentos fechados, se não forem identificados, essas condições podem se tornar uma fonte de um incidente com arco voltaico, o que pode resultar em ferimentos graves ou morte.

 Como funciona a detecção ultra-sônica de falhas elétricas

Arcos,trilhamento, eletroerosão e corona produzem ionização que perturba as moléculas de ar ao seu redor. Um ultra-som detecta sons de alta freqüência produzidos por estas emissões e os traduz para baixo, nas faixas audíveis. Cada tipo de emissão tem um som característico, que é ouvido em fones de ouvido enquanto a intensidade do sinal é observado em um painel de display. Esses sons podem ser registrados e analisados por meio de um software de análise espectral, para um diagnóstico mais preciso. Normalmente, equipamentos elétricos devem ficar em silêncio, embora alguns equipamentos como transformadores podem produzir um zumbido constante, ou alguns ruídos mecânicos estáveis. Estes não devem ser confundidos com sons de trilhamento, arco ou corona.

 

Método de Detecção

Antes de iniciar qualquer inspeção de equipamentos elétricos, certifique-se de rever os seus procedimentos de segurança, da empresa ou planta. Esteja familiarizado com a NR10 e a NFPA 70E.
 Essencialmente, como na detecção de vazamentos genéricos, a área de inspeção é analisada a partir de um alto nível de sensibilidade. Para determinar a localização da emissão, reduzimos a sensibilidade e seguimos o som para o ponto mais alto. Se não for possível retirar a tampa, ou chapas ou portas, fazemos as inspeções em torno das dos vãos e aberturas de ventilação. Quaisquer descargas potencialmente prejudiciais devem ser detectadas.

Quando não for possível chegar perto do equipamento de teste, como por razões de segurança ou ao inspecionar linhas de energia, utilizamos um microfone parabólico. Existem dois modelos, um prato parabólico – o concentrador de onda de ultra-som (UWC) e o Range Module Long (LRM). Estes sensores direcionais altamente sensíveis, tem dobro da distância de detecção de um módulo de verificação padrão e fornecem uma precisão milimétrica.

Para um diagnóstico mais preciso, o software de análise espectral ajuda a identificar padrões sonoros relacionados com as emissões elétricos através de análise espectral (FFT). Alguns dos instrumentos mais avançados têm de gravação de som on-board, enquanto outros têm no próprio equipamento telas de análise espectral para ajudar a fornecer um diagnóstico no local.

Nos próximos artigos veremos alguns exemplos de falhas detectáveis via ultrassom.

Qualquer dúvida, entre em contato com a AW Strom Engenharia Elétrica. Somos especialistas em diagnósticos.

www.awstrom.com.br

No Comments

Post A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.